Qual é o Grilo

A Seicho-No-Ie contradiz a bíblia?

“A Seicho-No-Ie contradiz a bíblia?

O que realmente gostaríamos de saber é a aparente contradição na qual a Seicho-No-Ie diz que o homem é filho de Deus perfeito e imortal, quando o Gênesis diz que o homem era diferente de Deus, limitado em sabedoria e vida. E também pela Seicho-No-Ie o homem carnal jamais poderá  ser imortal, e o Gênesis dá a entender que quando Deus permitir ao homem (carnal) comer do fruto da árvore da vida, tornar-se-á imortal. Assim, por favor, publiquem a resposta na sua revista Mundo Ideal, na página Qual é o Grilo.”

T.J. – Jacareí – SP

Resposta:

Prezado T. J. ,

Reverências. Muito obrigado.

Quanto à imortalidade da carne, o apóstolo João nos diz: “A carne para nada aproveita”; e o apóstolo Paulo ensinou: “… se viverdes segundo a carne, morrereis”.

Creio que você está confundindo o Eu verdadeiro, com o eu falso, que é projeção da ilusão. Isso fica evidente quando diz que o homem citado no primeiro capítulo de Gênesis é limitado em sabedoria e vida, quando é justamente o contrário. O professor Masaharu Taniguchi explica: “Conforme visto no capítulo 1, tudo foi criado por meio do Verbo (palavra de Deus).Então, Deus não pode ter criado o homem, o rei das criaturas, usando matéria como o barro da terra. O Evangelho de São João registra que ‘todas as coisas foram feitas pelo Verbo; (…) nele estava a vida’; logo, o homem foi criado pelo Verbo e, mesmo que não lhe fosse posteriormente insuflado sopro da vida, estava desde o início animado pela Vida. O versículo 2 do segundo capítulo – ‘E Deus acabou no sétimo dia a obra que tinha feito’ – significa que a criação espiritual do universo por Deus está concluída; a criação verdadeira já está feita. Portanto, toda a criação que se descreve daí em diante não é criação de Deus, mas sim criação da ilusão, criação falsa, resultante da projeção da realidade distorcida pela lente da ilusão de que a matéria é existência real”. Gostaria de recomendar a leitura do texto integral, que se encontra no volume 11 da coleção A Verdade da Vida.

De fato a bíblia diz que o homem é diferente de Deus e limitado, mas referindo-se ao homem carnal que está fadado a retornar ao pó. Mas quando dizemos que o homem é filho de Deus e é perfeito, referimo-nos ao homem espiritual. Por isso Jesus Cristo nos chamou de deuses, conforme consta em João 10, 34: “Eu disse: Vós sois deuses?” E afirma que a escritura chamou a nós, a quem ela é destinada, de deuses, e que a escritura não pode falhar.

Muito obrigado. Receba nosso abraço fraternal.

 

Aspirante a Preletor da Sede Internacional Eduardo Nunes

 

Publicado na revista Mundo Ideal #170

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *