Qual é o Grilo

Engravidei e provoquei aborto por iniciativa de meu ex-namorado. Sinto-me culpada

Hoje tenho 31 anos , mas quando ainda tinha 19, me envolvi em um relacionamento que não deu certo, fiquei grávida e acabei abortando por iniciativa dele, que nunca me assumiu durante os sete anos em que namoramos.

Há algum tempo ele foi assassinado, e há um mês tive um sonho com ele.

Recentemente estava namorando um rapaz de 21 anos, e  tudo era perfeito, até que nos distanciamos e do nada ele terminou tudo comigo. Vivo angustiada, e carrego um sentimento de quem cometeu um pecado contra uma criança. Tenho ligado para o meu namorado e ele não atende. O que mais quero é ter ele de volta; será que isso é possível? Já fui um tempo na Seicho-No-Ie, até batizei meu anjinho, já me confessei na igreja, pelo meu pecado. Como nada vai bem acabo sempre me afastando.

L. P.

Tabatinga – AM

Resposta:

Pronto, pare de se culpar. Você disse que já confessou o erro do passado, assim como já manifestou seu arrependimento e até batizou o anjinho. Portanto, não se considere mais como pecadora. Sinta-se perdoada por si e por Deus. Pois aí começa a sua felicidade. Sua declaração, daqui por diante, deverá ser assim: “Sou filha de Deus”.

Quanto à pessoa com quem você teve um relacionamento e ele já partiu para o mundo espiritual, registre-a na tabuleta memorial e envie-a para receber oração no Santuário Hoozo, em Ibiúna. Para isso, procure uma associação local mais próxima de você.

Para que você se torne feliz no presente é necessário que não haja sentimentos de culpa pelo passado. Liberte-se interiormente. Dedique-se em prol do bem estar do maior número de pessoas. Que bom que você conhece a Seicho-No-Ie. Participe das reuniões e divulgue as revistas mensais, para que outras pessoas também possam descobrir um mundo ideal, assim como você. Agradeça constantemente ao papai e a mamãe, assim como aos antepassados da sua família. Dessa forma tudo se resolverá na sua vida.

Por fim, não se apegue ao relacionamento atual. Evite a apreensão excessiva. Pratique a oração para encontrar a metade da alma, sem se prender à imagem física de ninguém. Apenas mentalize e agradeça à pessoa que verdadeiramente é a sua metade. E que você possa fazê-la feliz nesta vida. Espontaneamente você sentirá a confiança, a coragem e a segurança necessárias à sua vida afetiva.

Aproveite seu tempo aqui na terra, sem desperdício. Pratique e dedique muito amor às pessoas à sua volta. Participe de um Seminário de Treinamento Espiritual da Seicho-No-Ie, que acontece nas Academias. Assim verá que, na perfeita sequência espaço-tempo, tudo ocorrerá da melhor forma na sua vida. Muito obrigado!

Preletor em grau Sênior Ariovaldo Adriano Ribeiro

Publicado na revista Mundo Ideal #152

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *