Qual é o Grilo

Sou homossexual, mulher e isso me incomoda muito porque não sei como mentalizar para encontrar a metade da minha alma,

“Olá, meu nome é S.L. tenho 22 anos, sou homossexual, mulher e isso me incomoda muito porque não sei como mentalizar para encontrar a metade da minha alma, não sei se devo mentalizar um homem ou uma mulher. Já que isso incomoda muito a minha mãe, e sei que devo obedecer os pais, às vezes mentalizo um homem, mas isso me trás infelicidade, às vezes mentalizo uma mulher e me sinto feliz, mas daí acho que não é correto porque causa infelicidade na minha mãe.”

S.L – São Paulo

Reverências, Muito obrigado. Parabéns pela sua pergunta junto a AJSI/BR. Pelo que você escreveu observei que és uma ótima filha, pois está preocupada com sentimentos de sua mãe.

No livro Você Pode se Tornar uma pessoa maravilhosa, o Autor escreve no capítulo 1.

“O que os pais pensam quando nasce um filho? Em primeiro lugar, eles pensam ” Será que meu filho nasceu normal, sem nenhum defeito?” Tamanho é o desejo de que o filho seja saudável e perfeito. Por isso, quando constatam que o filho recém-nascido é perfeito possui as mãos, os pés o rosto e a cabeça normais, ficam muito felizes e chegam a chorar de alegria.”

Então quando os pais se preocupam com os filhos, estão manifestando o sentimento de amor que une Pais e Filhos.

Você diz que é homossexual e esta na dúvida quando a metade da alma?

Em primeiro lugar você precisa reconhecer através da Meditação Shinsokan, que és uma Filha de Deus maravilhosa e que esta aqui na terra, para expressar a vida que palpita em seu interior e ser muito feliz.

Ler a sutra sagrada a Sutra Sagrada Chuva de Néctar da Verdade para os seus antepassados, com bastante sentimento de gratidão.

A partir do momento que você reconhecer a grandiosidade da vida, se respeitando, se valorizando, eliminando o sentimento de culpa, realizando todos os dias as práticas da Seicho-No-Ie, conforme observei você saberá o caminho a percorrer e com certeza encontrará a pessoa mais adequada.

Para sermos felizes no amor devemos tomar a decisão de fazer feliz o outro e, todas as pessoas ao redor abençoarão sua decisão verdadeira. Leia o livro Buscando o Amor dos pais, vá a uma associação local e tome a decisão de participar das nossas reuniões para jovens e participe do seminário em uma de nossas academias.

Estarei orando pela sua felicidade. Grande abraço.

Preletora em grau Júnior Gicélia Silveira Pacheco

Publicado na revista Mundo Ideal #233

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *