Seminário para Juvenis – Academia de Santa Tecla

Por Franciele Vanzella da Silva

Nos dias 9 e 10 de setembro de 2017 a Academia Santa Tecla ganhou mais cores e muito brilho com a presença de 114 juvenis do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Esse evento foi transformador na vida desses pré-adolescentes, que mergulharam a fundo no ensinamento da Seicho-No-Ie durante 2 dias.

Foram dias muito intensos onde os juvenis ouviram palestras que os conscientizaram ainda mais sobre o quanto são especiais e únicos.  Fizeram orações e práticas espirituais, contemplaram a natureza da Academia de forma harmônica, percebendo sons, cores, texturas, cheiros e sabores.

As práticas espirituais realizadas foram sublimes. Apesar da agitação, característica dessa faixa etária, nos momentos de oração tudo transcorria em uma vibração espiritual muito elevada. A juvenil Giovana de São João do Sul tem um relato muito marcante de Fé:  A menina disse que durante a prática sentiu uma ardência no peito e posteriormente constatou que uma cicatriz que ela tinha nessa região desapareceu após a prática.

A oração mútua também foi um momento mágico. Todos os juvenis em silêncio, orando uns pelos outros. Os orientadores no palco emitiam vibrações de amor enquanto na outra ponta do salão toda a comissão utilizava vestimentas brancas, criando visualmente um cordão que transmitia aos que olhavam uma sensação indescritível de harmonia e paz.

Um momento muito aguardado por eles foi realizado durante o sábado à noite: o Caça ao Tesouro! Nessa brincadeira todos precisavam trabalhar em equipe e desempenhar tarefas. Assim que a tarefa fosse cumprida uma nova pista surgia, conduzindo-os ao local da próxima missão. Foram momentos de muita alegria, dinamismo e cooperação. As equipes vencedoras foram as que melhor conseguiram auxiliar-se mutuamente e desempenhar as provas de forma harmônica.  

A atividade de Carta aos pais foi o ápice da emoção do seminário. Naquele momento os corações foram realmente tocados pela Verdade. Após escrever a carta alguns juvenis decidiram compartilhar com o grupo o que haviam escrito. Foi quando um dos juvenis resolveu agradecer ao seu pai, que estava presente no seminário. O pai foi convidado a ir até o palco abraçar seu filho. Este ato propulsionou o encontro emocionante de todos os pais, presentes na academia, com seus filhos: Cada pai e cada mãe teve seu nome chamado no microfone e foram convidados a parar de realizar todas as atividades que estivessem fazendo para que fossem até o salão nobre abraçar seus filhos. Para aumentar a emoção, todos os integrantes da comissão abraçaram os demais juvenis que não tinham os pais presentes. Nesse instante não teve como segurar a emoção. Até os juvenis mais “durões” se entregaram à emoção.

Durante o intervalo que seguiu essa atividade esse sentimento de amor seguiu reverberando entre os juvenis. Alguns deles fizeram plaquinhas de “abraço grátis” criando uma forte corrente de afeto.

Foi um seminário grandioso! Já estamos com saudade e ansiosos pelo próximo!

 

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *