Qual é o Grilo

Gosto do curso que faço, mas não consigo tirar boas notas

“Olá! Estou cursando uma faculdade da qual gosto muito, mas não tiro notas boas em quase todas as disciplinas. Não quero mudar de curso, porque é uma profissão que gostaria de seguir, mas, como não consigo boas notas, acho que não sirvo pra essa área. Por favor, me ajudem.”
D.M.T.

Reverências, muito obrigado.

Que bom que você está cursando uma faculdade da qual gosta. Isso já é motivo de gratidão, pois, para algumas pessoas, é difícil até escolher que carreira seguir. Na Seicho-No-Ie aprendemos que o homem é filho de Deus, dotado de infinita força, inteligência, capacidade etc. Todavia, tal força, para ser exteriorizada, precisa de treinamentos. Você diz que gostaria de continuar sua faculdade, pois a profissão é de seu agrado. Talvez as dificuldades não estejam acontecendo
para que você desista de seu desejo, e sim para manifestar ainda mais sua capacidade inata. Muitas vezes lembramos mais de nossos erros do que de nossos acertos. Isso ocorre para que possamos aprender mais corrigir as nossas falhas e melhorarmos infinitamente.

O fato de você estar tirando notas baixas demonstra dois aspectos de sua postura mental: que você não acredita muito em seu potencial e o seu medo de fracassar. O prof. Masaharu Taniguchi nos ensina em O Livro dos Jovens sobre o desenvolvimento, afirmando (pp. 66-67): “…o desenvolvimento da alma e a capacidade de enfrentar e resolver problemas de qualquer natureza são conseguidos, não com uma vida repleta de confortos, mas sim por meio da atitude positiva e otimista com que são cumpridos os deveres da vida” (…) “As dificuldades que surgem diante de nós são oportunidades que Deus nos dá para, através delas, extrairmos do nosso interior muito mais inteligência, muito mais força e muito mais amor”.

Assim, você precisa acreditar mais na sua capacidade inata. Se não fosse a vontade de Deus que você seguisse a carreira escolhida, então por que você conseguiu ingressar na faculdade? Deus não criou um filho tão incompleto ou incapaz que não consiga ser um bom aluno. Um bom aluno é esforçado. Logo, é necessário que você se dedique com mais seriedade e empenho nos estudos. Se para atingir determinado nível de conhecimento, você precisar de duas horas de estudo, estude três. Se forem três, estude quatro. Nunca faça apenas o que é necessário. Faça o que for preciso para que você seja bom no conteúdo.

Na Seicho-No-Ie aprendemos, com várias práticas, a exteriorizar a nossa capacidade inata. Uma delas é a Meditação Shinsokan. Essa meditação, de fácil aprendizagem, nos permite exteriorizar ainda mais a nossa capacidade, pois voltamos nossa mente para a Mente Grandiosa de Deus, existente em nosso interior. Percebendo que dentro de nós existe uma força grandiosa, capaz de realizar verdadeiras proezas, ela acaba se manifestando, pois, além de reconhecida pela mente, passa a ser palpável para nós.

É como se fosse um cheque com fundos de R$ 1.000.000,00 colocado escondido na sua carteira. Enquanto você não reconhecer a existência desse cheque, continuará apenas com o dinheiro que acredita possuir. Mas, se reconhecer a existência dessa quantia, imediatamente você passará a possuir tal numerário para gastar em abundância. Contudo, a “riqueza” que existe dentro de nós é muito maior e valiosa do que um cheque de R$ 1.000.000,00. Pense em você já como um profissional em sua área, ajudando muito as pessoas ao seu redor. Isso fará com que acredite que seu sonho não é apenas algo para seu proveito, mas para beneficiar toda a sociedade.

Procure uma de nossas Associações Locais e participe de um dos Seminários de Treinamento Espiritual de nossas Academias. Você descortinará um novo mundo de possibilidades em sua vida.

Oro sinceramente pela sua felicidade e sucesso. Acredito em você, pois sei que sua essência é divina.

Preletor em grau Sênior João Ricardo Viana Costa

Publicado na Revista Mundo Ideal #236

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *