Seminário Seinen e Junia Ibiúna

Final de semana dos nikkeis na Academia de Ibiúna-SP

Nos dias 14 e 15 de setembro a Academia Sul-Americana de Treinamento Espiritual – Ibiúna-SP foi palco do renascimento espiritual de mais de 300 jovens e juvenis descendentes de japoneses, nos seminários que ali aconteceram.

No Salão Nobre ocorreu o Seminário para Jovens (em japonês) que reuniu os participantes com mais de 15 anos de idade, com o tema “Viva o bem da vida: redescubra-se”, e contou com a orientação dos preletores Lílian Súzi Baffi Norimatsu, Maçato Yamaoka e Milton Massayoshi Yuki. Enquanto isso, o Salão dos Pioneiros da Academia de Ibiúna acolheu a galerinha de 11 a 14 anos, que participou do Seminário para Juvenis (em japonês), tendo como tema “Praticar o bem. Super junias: ativar!” e como orientadores os preletores Regis Yoshio Shimanoe, Kazuo Shiguematsu, Caio Takao Shimada e Luciana Pissuto Trevisan.

Este seminário, que ocorre duas vezes ao ano nessa Academia, tem sua programação cuidadosamente elaborada sob intensos estudos e orações, para que os participantes tenham um verdadeiro renascimento. “É como se pudéssemos mudar a nossa mente somente para o lado do bem, e nesses dias poder, de certa forma, eliminar aquilo que não é bom e que acabamos acumulando, além de encontrar amigos e se divertir com a companhia deles.” – disse a jovem Cinthia Wendy Romano, 21 anos, da Regional SP-SÃO PAULO 3.

Os junias (juvenis, em japonês) tiveram, além das palestras e orações, várias dinâmicas de grupo, que promoveram a integração e o desenvolvimento de capacidades de trabalho em grupo. Já os seinens (jovens, em japonês), na noite do sábado, foram instigados e buscar dentro de si todos os tipos de sentimentos e lembranças negativas para que, inscrevendo-as em uma folha de papel e incinerando-as com a leitura da sutra sagrada, se cumprisse àquilo se dispõe a prática de Purificação da Mente.

O dia encerrou com as apresentações culturais do “Revele seu talento!”, um momento onde o palco é aberto a todos que querem compartilhar algo – teatro, dança, música, poesia ou qualquer outra atividade que siga o “princípio do relógio de sol”.

No domingo, o ponto alto para os seinens foi a prática da Meditação Shinsokan de Oração Mútua onde, desprendidos de todo ego, uns oram pelos outros, promovendo a cura divina. Já os junias finalizaram com a palestra do preletor Regis Yoshio Shimanoe sobre “Acredite, tenha fé – ao infinito e além!” e a galerinha subiu ao palco para tomar suas decisões.

Para o Diretor Nacional do Nichigo Seinen da AJSI DO BRASIL, preletor Ricardo Takayoshi Ishida Oshima, “o seminário teve como principal objetivo o redescobrimento daquilo que cada um tem de melhor e tudo o que não é significante e não possui real valor pode ser deixado de lado e não deve mais preocupa-los. Esta descoberta não seria em um local muito distante, está tudo aqui, dentro de cada um de nós”.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *