Seminários para Jovens e Juvenis (em Japonês) – Academia de Curitiba – PR

 

A Academia de Curitiba – PR recebeu nos dias 27 e 28 de Fevereiro de 2016, muitos Seinens e Junias que participaram do Seminário para Jovens e Juvenis (em japonês), promovido pela Associação dos Jovens da SEICHO-NO-IE DO BRASIL.

Com a temática “Meus pais: Minha felicidade”, o Seminário para Seinens contou com a orientação dos preletores Luiz Hideo Tamaru, Francismar de Mesquita Santos e Ricardo Takayoshi Ishida Oshima e, como convidado especial o preletor Paulo Yasuo Fujinaga. Foram dois dias de muita emoção, com palestras e módulos focados na identidade e particularidades dos nikkeys, incentivando o sentimento de orgulho às raízes, e gratidão ao trabalho e à história dos antepassados, pais e avós.

Os apresentadores deram um show, cantando e tocando ao vivo quase todas as músicas e hinos, transmitindo muita gratidão, alegria e emocionando a todos.

Um dos momentos mais marcantes foi durante a leitura da carta de orientação aos preletores, que refletia todo o sentimento que a comissão organizadora desejava que fosse transmitido aos participantes. Um trecho dizia: “E quando falamos de certos costumes hoje, talvez, incompreensíveis?  Na verdade só é herança daquilo que nossos avós foram, pelas dificuldades que passaram. Expressões como ‘mottainai’ só se compreende quando conhecemos suas histórias, aí sim vem a verdadeira gratidão.” Ao término da carta, os pais presentes foram ao encontro de seus filhos e se abraçaram emocionados.

Já o seminário para Junias contou com a orientação dos preletores Paulo Yasuo Fujinaga, Leonardo Carvalho de Bitencourt e Patricia Akinaga da Silva e, como convidado especial, Preletor Luiz Hideo Tamaru. Esse time de orientadores trouxe, além de muito conhecimento sobre a doutrina, um misto de alegria ao contar suas histórias, carisma a cada sorriso trocado com os seminaristas e emoção ao falar da importância dos pais em suas vidas.

Com o tema “Amo, logo existo: Viva o Amor de Deus agora!”, a proposta do seminário era fazer com que os seminaristas manifestassem cada vez mais o Amor de Deus presente em suas vidas e que, através desse sentimento, expressassem o verdadeiro Filho de Deus que são em suas casas, no ambiente escolar e entre amigos.

Com uma programação recheada de atividades e palestras doutrinárias, os junias puderam vivenciar dois dias intensos aliando a alegria, o dinamismo e a emoção. As dinâmicas fizeram com que eles manifestassem sua criatividade, seu espírito esportivo e capacidade de expressão. Além disso, nos momentos onde eram necessário muita seriedade e concentração, os seminaristas mostraram maturidade e puderam absorver tudo o que estava sendo passado nas palestras e práticas.

Um diferencial desses seminários foi a orientação pessoal, que ganhou o nome de “Cartas à Deus”, que contou com preletores convidados, que ficaram à disposição para responder às dúvidas dos participantes pessoalmente ou por meio de cartas. No fundo do salão havia um formulário para que o pedido de orientação fosse escrito e depositado em uma caixa de correspondência. As cartas respondidas pelos preletores eram deixadas na porta do quarto de cada seminarista que as enviou.

A emoção e a gratidão tomaram conta desses dois dias de Seminário para Seinens, e os participantes, com certeza, despertaram para o amor, e puderam compreender a profundidade com que são amados por seus pais e antepassados.

No Junia, foi visível a evolução dos seminaristas nesses dois dias. Começaram todos acanhados e introspectivos e, poucas horas depois, já estavam participativos, animados e ávidos a aprender com as palestras. Com isso, percebe-se o quanto, apesar da pouca idade, são maduros e estão dispostos a realmente aplicar o ensinamento da Seicho-No-Ie em suas vidas. Foi realmente um seminário especial e que cumpriu sua missão de fazer com que todos voltassem ainda mais felizes para suas casas e manifestassem cada vez mais, o Amor de Deus presente no interior de cada pessoa.

Confira as fotos !

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *