Qual é o Grilo

Será que tenho uma metade da alma?

“Será que existe uma pessoa me esperando? Será que tenho uma metade da alma, estou iniciando uma reunião para jovens na minha cidade, mas confesso que esse conflito me perturba, e se ele já morreu?”

Por favor, me ajudem!

Florianópolis – SC

Resposta:

Parabéns pela pessoa maravilhosa que é, buscando sempre a evolução, tanto na área profissional como na espiritual, participando e se doando para o Movimento de Iluminação da Humanidade.

Sendo você uma pessoa que se preocupa pela felicidade dos outros, pois está para reiniciar o movimento da Associação dos Jovens, na sua cidade, com certeza encontrará a sua maravilhosa metade da alma. Você se preocupa com a ideia de a sua metade da alma já não estar mais nesse mundo, mas não se preocupe, ele está neste momento em algum lugar, também procurando por você.

Como ele é a sua metade, no momento em que você pensa nele, ele também pensa em você. Por isso, ao fazer a “Oração pela metade da alma”, que se encontra no Livreto Shinsokan e Outras Orações, ore como se estivesse conversando com ele, dizendo-lhe que ele é Filho de Deus perfeito e harmonioso, que você ora pela infinita felicidade dele e que a cada dia vocês se aproximam mais.

Abandone a ansiedade em relação a ele, permaneça tranquila, entregando tudo nas mãos de Deus e se dedique com bastante seriedade para a reunião dos jovens que você deseja iniciar.

Seja um filha amorosa para com os seus pais, dando-lhes sempre muita alegria e felicidade.

Reserve um horário por dia para orar pelos seus antepassados, oferecendo-lhes a leitura da Sutra Sagrada Chuva de Néctar da Verdade.

Viva no dia-a-dia a lei do DÁ E RECEBERÁS, levando uma vida virtuosa, em que você doa mais do que recebe. Doe alegria, doe felicidade, doe sorriso, doe uma oração, doe uma visita, doe um convite para participar de um Seminário da Seicho-No-Ie, doe uma revista, enfim, acumule virtudes no celeiro dos Céus.

Deus a abençoa e a protege sempre, sempre!

Preletora da Sede Internacional Marie Murakami

Publicado na revista Mundo Ideal #146

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *