Siga em frente sem medo de ser feliz

Muitos jovens são dominados pelo meio em que vivem, ou seja, estão a mercê das circunstâncias.

Não lhes falta recursos para vencer no mundo, mas coragem para enfrentar a si mesmos, enfrentar seus próprios medos. Por receios imaginários, não realizam seus sonhos de quando eram crianças ou mais jovens.

Enquanto vivem ao ritmo “deixe a vida me levar”, por dentro arrastam angústias e vivem dias sem rumo – sobrecarregados, tristes, decepcionados, uma constante sensação de que estão perdendo algo. E de fato estão.

 

São jovens que deixaram de seguir seu destino promissor de sucesso, realizações e alegrias porque, sem se darem conta, seu próprio medo roubou-lhes o espírito.

Não assumem que podem ser melhores do que são enquanto fingem para si mesmos que não têm escolha. No entanto, todos os dias renovam a opção que tomam pelo medo – medo de vencer ou perder, de viver ou morrer, de conseguir ou de se frustrar, de receber o sim ou o não etc.

Mas a verdade é que quando você decide seguir em frente orientado pela sabedoria divina, nunca terá duas alternativas entre suas escolhas, pois somente o melhor vai prevalecer.

Já estamos na metade do ano de 2016 e se você, por uma razão ou outra, não abandonar o medo que o freia na corrida pela vitória, existe uma boa possibilidade de terminar esse ano bem aquém da linha da chegada.

O fator decisivo para essa situação é o medo. É ele quem o freia na direção da felicidade e empurra para o abismo da infelicidade.

Vivendo assim, ano após ano, não terá vivido verdadeiramente um só dia. Ao invés de grandes realizações, acabará produzindo apenas uma grande decepção aos seus familiares e amigos. Nessa situação, quando se der por conta, grande também será o estado de depressão em que terá se metido.

Se você faz parte do grupo de jovens que têm medo de enfrentar as adversidades e gostam de culpar alguém ou o “destino”, é provável que tudo continuará assim… como sempre foi.

Se deseja mudar as coisas, mova-se com coragem de onde está.

Mesmo sem todas as certezas, faça algo novo e ousado.

A ousadia de agir de outra forma curará seu medo.

Aceite que pode ser alguém mais iluminado, neste exato momento e para o resto de sua vida.

Platão já disse que a maior tragédia não é o temor infantil do escuro, mas o medo adulto da luz. Mandela condenou o medo de brilhar. Franklin Roosevelt afirmou que a única coisa que devemos temer é o medo.

Sobre o que pensavam a respeito do medo, podemos concluir que grandes personalidades convergiam no seguinte sentido: dúvidas e temores são carcereiros poderosos, são algemas que vêm de dentro e paralisam os talentos de uma pessoa.

Na Seicho-No-Ie, aprendi que o Homem é Filho de Deus e possui capacidade infinita. Ao se conscientizar dessa grandeza e passar a viver em plena harmonia, nada poderá me causar qualquer dano. Por outro lado, o medo é como uma espada sem cabo: se você escolher lutar com ela, já sai ferido logo de cara.

Também aprendi que nada e ninguém nesse mundo está aqui para me prejudicar. Portanto, não há o que temer, pois tudo e todos estão jogando sempre a meu favor. Se algo ou alguém parece jogar no time adversário, na verdade é o medo que carrego que está jogando contra mim.

Tome coragem de abandonar seu medo. Sem essa atitude, tudo o que parece atrapalhá-lo continuará exatamente da mesma forma que está.

Passe a agir motivado por objetivos nobres, ao invés de se nortear por sentimentos de fuga, comodidade ou mesmo covardia. Essa é a diferença entre um vencedor e um perdedor. Dá-se a definição de fracassado àquele que toma suas decisões por medo e não por um ideal sincero.

É bem provável que você tenha ideais ou sonhos. E que deseja realmente que eles sejam concretizados. Para que isso ocorra, o que você deve fazer, nesse momento, é começar a viver sua vida de Filho de Deus. Ou seja, haja de modo destemido. Essa vida sempre esteve presente em você, mas não poderá se tornar uma realidade se não deixar para trás, de uma vez por todas, o modo de viver sempre com medo e cheio de frustrações.

Transformar seus sonhos e ideais em realidade é bem mais fácil do que parece. Isso é maravilhoso e está ao nosso alcance. Basta querer. Mas um querer seguido de atitude.

A atitude que vence o medo é começar a usar as qualidades de jovem dotado de sabedoria infinita, amor infinito e vida infinita. Tome pé, agora mesmo, de uma verdade simples, mas decisiva: seus medos, por mais monstruosos que pareçam, na verdade nunca fizeram parte de você.

Se você pensa que sempre foi um jovem medroso, saiba que nem o medo, tampouco o jovem medroso, nunca existiram, apenas foram projetados no seu mundo pela mente em ilusão.

Não “se escore” mais nas desculpas mentais a fim de se manter “confortável” na condição de vítima.

Você é o maior responsável pela sua vida e pela sua carreira de êxito – se quiser realmente concretizá-lo. Portanto, você tem a obrigação de fazer uma faxina em si mesmo. É preciso se desfazer imediatamente do que não lhe pertence, e não apenas esperar que “um dia tudo pode mudar”.

Se depender de algo externo de si mesmo, talvez esse abençoado dia nunca chegue, ou, se chegar, poderá vir bem atrasado.

Não espere a ajuda de ninguém para ser VOCÊ! Seja VOCÊ!

Esperar tudo dos outros – oportunidade, reconhecimento, ajuda, ou seja o que for – significa assumir dependência em relação a eles. Trata-se de escolher, voluntariamente, que outrem domine o rumo de sua vida. Tal atitude fatalmente desencadeia o fato de viver seus dias fazendo coisas que não lhe agradam.

Para que você tenha mais sucesso, basta assumir, corajosamente, a responsabilidade pela sua própria vida. Assuma a convicção de que Deus está com você, sempre. Só você pode fazer isso por si mesmo!

Transformar seus ideais em realidade e suas metas em vitória, não é difícil. No entanto, o mínimo que deve ter, em si, é uma boa dose de coragem.

Não falo da coragem de sair por aí, fazendo e acontecendo, passando a tomar tudo à unha de uma hora para outra. Falo da coragem de ter vontade de chegar lá.

Quando você for capaz de decidir algo profundamente, em seu espírito, o medo de enfrentar os desafios do percurso desaparecerá, tal como a escuridão se desfaz quando simplesmente abrimos os olhos.

Tudo o que surge em nossa caminhada, de uma forma ou de outra, bom ou mal, foi “criação própria”, emergido dos nossos próprios pensamentos e ações. Então, vale a lógica: tenho domínio sobre isso. Ora, se eu criei as coisas como elas estão, posso recomeçar tudo de novo e trilhar por novos e melhores caminhos.

Se você é um jovem sonhador, se tem grandes objetivos na vida, então a primeira decisão a tomar é a de ser uma pessoa corajosa. Por esse simples fato, uma série de bons acontecimentos e frutos começarão a brotar em sua horta. E quanto mais sucesso, mais autoconfiança. Quanto mais confiança, mais sucesso.

Fico a imaginar quantas são as pessoas que, se não fosse por suas autolimitações, estariam, hoje, em lugares bem diferentes na vida. Quantos grandes empresários, artistas, cientistas, e outros mais, deixaram de existir no mundo simplesmente porque tais pessoas, que estavam no plano de Deus para se tornarem tais expoentes, simplesmente barraram a si mesmas em algum ponto da jornada – por medo, por não confiarem em si, e até por “preguiça” de tomarem uma simples decisão: vencer!

Quantos foram reprovados no vestibular, não por falta de conhecimento, mas, acima de tudo, pelo medo de não serem aprovados. Quantos tiveram suas doenças agravadas por causa de uma informação de diagnóstico médico e, com medo do pior, quase terminaram num caixão antes da hora.

Lembro-me que a primeira vez que fui convidado para fazer uma palestra para o Programa Seicho-No-Ie na TV transpirava tanto que que me senti mal em ver minha camisa toda molhada.

Assim que desci do palco depois de 20 minutos de gravação, fui me acalmando e em pouco tempo já estava tranquilo e tinha parado de suar. Nessa oportunidade, minha esposa, a preletora Viviane de Tenório de Macedo Hara, perguntou: o que aconteceu que você suou tanto? E eu lhe respondi que não tinha suado, mas tinha derramado o medo de enfrentar as câmeras pela primeira vez na vida.

Você não nasceu para sofrer as consequências do medo e das limitações, mas, sim, como jovem filho de Deus, veio a este mundo com a missão de vencer.

Transforme seus sonhos em realidades e suas metas em prosperidade a médio e longo prazo. Para isso, use todas as ferramentas de que foi agraciado pelo Pai: capacidade, sabedoria, vivacidade, alegria, paz, esperança e, principalmente, coragem para ser feliz.

Se deseja ter uma passagem vitoriosa pela terra, ter uma vida de qualidade e obter progresso infinito, pare de temer as adversidades do mundo fenomênico. Olhe para dentro de si e descubra as qualidades infinitas de que foi dotado. E, mais do que simplesmente reconhecê-las como reais, utilize-as de modo concreto em seus projetos.

Ter sucesso ou não, só depende de você. Ninguém pode vencer por você. Ninguém pode viver sua vida por você. Ninguém poderá fornecer a coragem que lhe falta.

Não tenha mais medo de decidir ser melhor do que é.

2016 é todo seu. Faça dele o melhor ano de todos os tempos.

Para tanto, é só deixar o seu melhor se manifestar.

E uma última dica: lembre-se sempre que não basta ser bom, é preciso fazer o bem – e bem feito.

Avante, jovens! O mundo é seu! Transforme-o corajosamente para melhor, como bem entender. Siga em frente sem medo de ser feliz.

Você pode! Você consegue! Você é filho de Deus!

Muito obrigado.

Preletor da Sede Internacional Ênio Maçaki Hara

 Publicado na revista Mundo Ideal #262 – Maio/2016

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *